11/12/2008

Com açucar e com afeto

Ao ouvir a canção, com açúcar e com afeto do Chico, eu tenho a impressão de estar ouvindo algumas amigas contarem sobre suas vidas de casadas… o engraçado é que essa letra tem 42 anos e continua atualíssima!! Desde que o mundo é mundo as mulheres tentam em vão segurar seus esbeltos e boêmios maridos em casa! Com Doces, quitutes, filhos…
O mais impressionante é que na era da feminismo, isso é mais comum do que se imagina.
Já ouvi de várias amigas: Eu gosto de ficar em casa, gosto de esperar meu maridinho com a comida pronta, mas tem dias que ele não chega!Ou melhor chega de madrugada!
Bom, cada um no seu quadrado como diz uma frase mais atual ainda…
Dedico essa bela canção as minhas amigas que vivem por esperar um marido que há de chegar… pela manhã…

Letra: Chico Buarque
Com Interpretação : Nara Leão


Com açúcar, com afetoFiz seu doce predileto
Pra você parar em casa
Qual o quê?
Com seu terno mais bonito
Você sai, não acredito
Quando diz que não se atrasa
Você diz que é operário
Vai em busca do salário
Pra poder me sustentar
Qual o quê?
No caminho da oficina
Há um bar em cada esquina
Pra você comemorar
Sei lá o quê?
Sei que alguém vai sentar junto
Você vai puxar assunto
Discutindo futebol
E ficar olhando as saias
De quem vive pelas praias
Coloridas pelo sol
Vem a noite e mais um copo
Sei que alegre ma non troppo
Você vai querer cantar
Na caixinha um novo amigo
Vai bater um samba antigo
Pra você rememorar
Quando a noite enfim lhe cansa
Você vem feito criança
Pra chorar o meu perdão
Qual o quê?Diz pra eu não ficar sentida
Diz que vai mudar de vida
Pra agradar meu coração
E ao lhe ver assim cansado
Maltrapilho e maltratado
Ainda quis me aborrecer
Qual o quê?
Logo vou esquentar seu prato
Dou um beijo em seu retrato
E abro os meus braços pra você

Comentários:

Postar um comentário

 
© 2011 | Template por Silvia