21/10/2009

Tudo vira bosta 2!



Não tem como não usar Rita Lee para expressar algumas coisas que tenho sentido e a forma como eu penso muitas vezes!

Venho pensando em como o mundo anda individualista e como eu não estou conseguindo acompanhar isso! Não sou santa não, mas sou cristã, isso me veio hoje pela manhã! Não tenho religião mas sigo o Cristo... aquele Cristo que dividiu alguns pães para uma multidão!

Outro dia eu ocupei um centímetro da mesa que é colada na minha, aquela coisa dos papéis se espalharem e invadirem a mesa da colega, imediatamente la foi lá e empurrou o papel para a minha mesa...

Olhei aquilo e pensei: Meu Deus, eu não vi isso... mas beleza... vamo simbora!

Escuto constantemente as pessoas dizerem não gosto que usem minhas coisas, não gosto que usem isso ou aquilo...

Sei lá cara, eu sou daquele tipo que tá tudo aí...sei o valor do meu suor, sei o quanto demorei para comprar certas coisas...mas sei que tudo isso é transitório... tudooooooo.

Digo que já fui mais chata mas quanto mais a vida corre, mais eu me desapego...

Acredito na generosidade, na partilha, acredito na lei do retorno e não me importo mesmo com certas coisas...

Quero ter uma casa linda para chamar meus amigos para fazer bagunça lá... O apelido da minha casa é albergue porque sempre tem espaço para todo mundo dormir, inclusive aqueles que são amigos de amigos...

Quero ter um carro para andar com amigos, dar carona, que graça teria ir pra farra sozinha?

Quero ter sempre mais... não é que eu abra mão das coisas materiais, mas sei que tudo é meu por um tempo determinado...

Mês passado recebi em minha casa três amigos do Tocantins, durante dois fins de semana, pessoas que eu não conhecia pessoalmente, só virtualmente, e vieram fazer um trabalho no Rio de Janeiro... minha maior preocupação é que se sentissem em casa, mesmo estando aqui a primeira vez, todos os espaços livres da casa eu abri para eles e putz... isso me trouxe uma felicidade sem tamanho!

Tem certas coisas que passamos nessa vida e temos que tirar um aprendizado. Hoje eu tenho uma amiga em estado terminal... no início desse ano ela estava bem, zuando todas comigo, tinha comprado o carro que tanto queria!

Hoje o carro dela está alienado e no depósito por má utilização de pessoas que só se aproveitaram do que ela tinha... os móveis encaixotados, o computador, celular estão sendo usados por outros, suas coisas estão por aí...Hoje a única coisa que ela possui é o sopro da vida e os verdadeiros amigos.

Isso me faz ver que eu não sou dona de nada... se o mesmo acontecer comigo amanhã, não terei o domínio de nada material...

As pessoas são lembradas pelo que elas são e não pelo que possuem!

Óbvio que tenho minhas mazelas, entre elas estão a dificuldade de dissipar uma mágoa e a outra é esperar o retorno das pessoas...
Outro dia ouvi a seguinte frase: Se você não esperar nada de mim, nunca vai se decepcionar! Foi um soco no estômago, mas me abriu os olhos...

A verdadeira caridade está em doar sem esperar que um dia lhe doem na mesma proporção e amar sempre, mesmo aqueles que são diferentes!

Eis o meu exercício espiritual...

4 comentários:

  1. Concordo com você...

    Acho que por isso sou pobre...

    Beijos !

    ResponderExcluir
  2. super MARA amiga!!!! leia os meus! hahahaha Bjussss

    htp://anjadesaltoagulha.blogspot.com e http://despudorize.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Essa música é perfeita! Também cantada pela Rita né? tudo fica ótimo!
    Beijão linda! Massa seu espaço

    ResponderExcluir

 
© 2011 | Template por Silvia