07/07/2010

Realidade virtual

Muito se fala sobre as relações virtuais hoje em dia....

Pouco se fala da falta de diálogo, do olho no olho e da solidão que rodeia o milhares de chats por aí.

Ontem entrei em uma comunidade no orkut chamada compulsão alimentar e fiquei impressionadíssima com os depoimentos que li sobre pessoas que não são escutadas sobre sua "doença" e que por isso expõe ao ponto do ridículo às suas vidas no orkut. Tudo isso em busca de apoio...

Uma das mulheres do grupo diz que se separou do marido por não ter mais coragem de ficar nua na frente dele, devido ao sobrepeso. O engraçado é que eu entrei no perfil da menina e nem tão gorda ela é assim...

O que me impressionou nos relatos foi a exposição em ambiente totalmente público...

Venho pensando muito diante do que tenho visto e escutado de pessoas que vivem o virtual...

Tenho uma colega que vive se "relacionando" com pessoas pela internet e sempre com o argumento de que alguém casou com alguém que conheceu pela net.

Mas pense... até chegar ao casamento, teve presença, teve olhar, teve os sentidos todos aguçados.

Como alguém pode se considerar namorado, ou pode considerar um relacionamento com alguém que nunca viu? É estranho...

Eu percebo que muitas pessoas apostam na internet como um meio fácil de conhecer pessoas, mas até que ponto essas pessoas não se escondem por trás da tela?

Alguns se escondem por serem casados e quererem uma "diversão", outros se escondem por baixa estima... é muito mais fácil acreditar que se vai ganhar alguém no papo e quando ele nos encontrar nem vai reparar se somos gordinhas ou se somos carecas...

Conheço pessoas que chegam do trabalho e mal falam com quem está presente, porque tem alguém virtual lhe esperando... Substituem a presença do amigo tocável pela perfeição do amigo desconhecido...

Sinceramente, isso para mim tá mostrando o quanto vivemos em um sociedade carente da verdade, carente do afeto, pobre em diálogo, covarde!

Precisamos nos esconder atrás de telas, teclados, fotos em que tínhamos 10 kg a menos, conversas que não levam a lugar algum... Tudo isso por medo de sair na rua, conhecer alguém REAL, conversar sobre problemas reais, com gente de verdade e sermos rejeitados....

Eu faço da internet mais um meio de comunicação, conheço pessoas virtuais sim...mas nunca deixarei de estar com gente de verdade, ou deixar pessoas de quem gosto na sala conversando, ou deixar de conhecer gente de carne e osso para dialogar com os homens e mulheres maravilhas da net! Antes um não, por algo que eu encarei, ou a decepção de um falso colega para qual me abri... do que me abrir para um mundo que não sei se existe!

Para mim a virtualidade tem um limite e ela nunca deverá suplantar o real...

Enfim, vai entender...

5 comentários:

  1. Sou apaixonada por meus amigos virtuais, sem deixar de me aconhegar nos que na realidade conquistei!!!!! Dependendo da pessoa, a virtualidade se transforma num inimigo...

    Beijos Lindona!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá menina
    Adorei seu texto, pois ele retrata uma infeliz realidade em nossos dias. As pessoas se esconde, em casa e vivem ilusões pela internet, por medo, por complexo ou sei lá o quê.
    Tais pessoas precisam de um tratamento psicológico, ou então vão terminar na mais cruel solidão.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. "Substituem a presença do amigo tocável pela perfeição do amigo desconhecido..."

    No orkut tenho mais de 300 amigos.
    Onde estão meus 300 amigos?? A internet é ótima, mas é e sempre será um mundo de ilusões de desperfeições.

    ResponderExcluir
  4. Vc sempre me faz pensar com o que escreve...

    O que posso dizer é que sou mais um que conhece pessoas que casaram com fulano que conheceu na web. Acho q existe uma certa relatividade entre a web e o real, pq o perigo, os encantos e desencantos uma hora tornam-se reais. Ainda num vi casamento virtual, então a idéia é que isso uma hora seja real e tenha ou não os mesmos problemas.

    Esconder-se? Talvez alguns o façam, mas não podemos culpar a web q justamente é uma "desculpa" usada por muitos, assim com a bebida, o fumo, o disque galera ou qq outra coisa que ganhe conotação negativa para ser usada como justificativa.

    Vamos a exemplos positivos da web?

    Existem pessoas com deficiências desenvolvendo melhor a capacidade de interagir com outras pessoas, existe informação chegando onde não havia expectativa de crescimento e como estes existem outros encontrados facilmente no google.

    Vai entender o que cada procura... mas vá lá tb que estas pessoas pelo menos estejam ali pra esquecer momentaneamente os problemas da vida.

    A web para bem ou para o mal? Depende do ponto de vista.

    ResponderExcluir
  5. oncordo com o querido Wanderley Elian Lima, quando fiz:

    "retrata uma infeliz realidade em nossos dias."

    Eu tenho twitter, facebook, orkut, msn, blog. Tudo isso é uma delicia pq sei pra q serve, pelos menos pra mim eu sei :). Me divirto, exponhos minhas ideias, mas tenho uma vida muito mais agitada aqui fora. E é tudo uma delicia de viver!!

    Bjos virtuais ahahah

    ResponderExcluir

 
© 2011 | Template por Silvia