20/09/2010

Coisas que só acontecem comigo....

Segunda-feira é sempre uma loucura... tenho que chegar mais cedo no trabalho porque é dia de sair mais cedo por causa da dança, consequentemente é o dia em que o metrô parece uma jaula lotada de bois, que saem pisoteando o que encontrarem pela frente.

Cheguei na estação e perdi dois metrôs, já estressada peguei o terceiro, com meu livro nas mão, porque eu sempre acredito que haverá um espaço mínimo para que eu consiga abrir o livro, só me esqueço que às segundas isso nunca acontece. Fiquei ali apastelada segurando a minha bolsa, segurando o livro, meu casaco e de cara na porta, tipo beijando mesmo aquele vidro imundo, mas eu tinha duas opções ou beijava o vidro imundo, ou ficara com a cara nos peitos de uma mulher que estava colada em mim... melhor o vidro.

Quando chega na estação do Maracanã a porta abre, descem algumas pessoas e quando a porta se fecha, meu livro sai voando, como que por mágica, para o lado de fora... Eu comecei a bater na porta e pedir para um cara que estava do lado de fora pegar... tentando fazer sinais, mesmo que não conseguisse sequer levantar o braço!

Gente eu tenho que pegar aquele livro, é emprestado, desce em São Cristóvão, mas para eu descer na próxima, vou ter que atravessar o metrô, ou seja, passar por cima da cabeça de todos, dá licença gente, dá licença, eu preciso descer... Preciso!! Ufa! Desci! Tenham em mente que um livro para mim é um tesouro, se for meu então, sou capaz de promover uma gerra!

Segurança... ei segurança ( com cara de poucos amigos)
O que foi minha filha
Meu livro moço, caiu na outra estação
E aí? Você vai voltar lá?
Vou!
Ué, então vai!
Você pode passar um rádio?
Porque, você quer ir lá outro dia?
NÃO!!!!!!!!!! Eu só quero saber se meu livro está lá...
Passa o rádio
Olha minha filha, não está lá não!

Ai meu Deus, fico arrasada, me foge o chão... O que vou fazer da minha vida agora?
Primeiro, eu estou no capítulo do noivado da Becky Bloom... não vou suportar esperar o dia do meu pagamento para comprar outro livro, segundo acabei de me lembrar que o livro é emprestado!!

Sigo sem rumo, desanimada, mas decido voltar a outra estação para conferir, bom eu já perdi dois metrôs no sentido contrário... entro, sento e vou excomungando o filho de uma égua que pegou meu livro e não devolveu, tomara que caia todos os dedos das mãos dele, esse mundo está mesmo perdido, as pessoas roubam livros, não devolvem o que acham e agora eu decidi que ele é um cachorro... que eu odeio aquele cara!!!

Desço no Maracanã e quem está na estação?

O carinha... eu digo a ele... você pegou meu livro??
Ah sim... estava te esperando... sabia que você ia voltar...
Eu abro um sorriso imenso e ele me devolve o livro...
Eu digo, poxa obrigada mesmo...
Nem acredito, beijo o livro e ele olha sério para a minha cara de maluca...

Eu digo... ah é porque é emprestado...
Você merece muita coisa boa! É difícil encontrar pessoas honestas hoje em dia! Desculpe ter te atrasado!! Beijão táaaaaa!

E saio feliz da vida! Coitado, eu retiro aquela parte de cair todos os dedos das mãos dele... eu juro que retiro!!

Enfim... só comigo mesmo... me lembrei que cheguei realmente muito atrasada hoje!


9 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkk, pois é amiga, nem tudo está perdido, ainda existem pessoas boas, se fosse eu, pegava o livro e vazava rsrsrsrs
    Beijão

    ResponderExcluir
  2. E olha que nem é um livro tão caro assim...

    ResponderExcluir
  3. Uma vez emprestei um livro de uma amiga e depois que li, claro, fui lá devolver, no que ela me comentou:
    Nossa, vc é a primeira que me devolve um livro que emprestei!

    Somos seres em estinção querida, mas
    eu prefiro ser assim, livro custa caro e as vezes deixa-se de comprar coisas importantes para tê-los, não é justo alguém emprestar e não devolver...

    bjs querida

    ResponderExcluir
  4. Ainda bem q no fim deu tudo certo.
    Q sufoco foi...
    amanhã será melhor com certeza.
    E leitura é tudo de bom e livros sempre são tesouros.

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkkkkkkk
    Amiga, to rindo horrores!
    Consigo até ouvir você xingando o cara e mais... a sua cara deve ter ficado de quem queria sim que caíssem não só os dedos dele! rss

    Que bom que achou! eu procuro até hoje meus livros da série André Luiz. Ninguém sabe, ninguém viu mas que eu paguei e cuidei bem deles um dia até achar alguém que me pareceu de confiança, isso eu tenho certeza. rss

    Beijos e excelente semana.

    obs: como anda a biblioteca no "meu quarto"? rss

    Luz!

    ResponderExcluir
  6. Não rola ler livros em ônibus, metrô, topique ou coletivos em geral, além da lotação, prejudica a vista, ler no trânsito, dá dor de cabeça... Mas que foi engaçado foi! kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. Andarilho, a questão não valor do livro, a questão é que meu salário acaba dia 15, hehehe

    Vanderley eu ia te excomungar se você não devolvesse um livro meu... com certeza eu iria até a sua casa buscá-lo, ahahah

    Salete, eu só empresto livros para quem me apresenta comprovante de residência, justamente por isso, uahauahuaha


    Mariana, encontrei uma pessoa boa em um dia de segunda-feira!

    Aninha, minha biblioteca vai bem, ah consegui resgatar o livro que estava com o Cristiano, liguei para a mãe dele e pedi, rs
    Eu ia realmente matar aquele cara, só com a força do pensamento se meu livro não aparecesse, rsrsrs

    Melanie, para seu conhecimento, eu leio até andando, já bati em poste e em pessoas por causa disso, rsrsrs

    ResponderExcluir
  8. HAUhuahuhasa... ainnn ahuahua, bom pelo menos percebi que não eh só em SP que se beija os vidros do metro ahsuahsua... eu fico imaginando o desespero geeente, e que segurança negligente ahsuahsua, aff! adorei rs... Bjuuu! [pegou o telefone do bofe? aloka haushau]

    ResponderExcluir
  9. Oi Lilia!

    Obg pela visita e comentario q deixou lá :)

    Sua historia foi um sufoco, mas com final feliz, que moço raro!

    Bjs.

    ResponderExcluir

 
© 2011 | Template por Silvia