27/09/2010

Respeito


Como muitos aqui já sabem, quando o dinheiro aqui encurta eu procuro um trabalho extra, geralmente ser monitora de festas infantis e ontem ao sair de uma festa me veio novamente a reflexão sobre a educação dada hoje às nossas crianças.
Eu já fiz festa em muitos lugares, mas a festa de ontem foi de uma família abastada, muitas crianças que pareciam bonequinhas, algumas babás e muiiiita falta de educação.
 
Fiquei realmente impressionada com o descaso dos pais com os filhos e com a agressividade e falta de respeito de crianças que me parecem estar acostumadas a ter tudo na hora em que desejam.
 
Como trabalhamos com brinquedos, nós estipulamos um tempo, para um grupo pequeno de crianças da mesma faixa estária, isso para evitar acidentes entre crianças grandes e pequenas. E o que eu vi foi um show de pais que não tem domínio sobre os filhos.
 
Inúmeras vezes quando eu dizia, o tempo acabou, alguma criança se debatia, não queria sair, eu pedia para chamar os pais e alguns diziam: Mas ela não quer sair...
E eu dizia: O problema é que tem uma fila, e tem outras crianças esperando
Pais: Mas ela não quer sair

Ai caralho, eu vou subir lá e vou tirar aquela criança chata e sem educação na marra

A senhora por gentileza, poderia retirar o seu filho, para as outras crianças brincarem?
Ah mas ela não é linda
Por gentileza senhora
Aí a FDP, foi lá e retirou o filho aos berros e distribuindo socos na mãe.
 
Agora eu te pergunto
Quem é pior?
É óbvio que é a mãe, porque uma criança de 03 anos dominá-la é demais para mim!
 
Hoje eu vejo as pessoas criticando as palmadas e eu fico furiosa com isso, porque eu fui criada na base da palmada e não virei delinquente por causa disso.
O fato é que os pais não querem mais educar seus filhos...
Transferem isso para as escolas, professores, monitores como eu!
E isso me deixa chocada, porque se temos crianças que não respeitam ninguém, o jeito daqui à pouco e baixar a idade penal para 10 anos...Aff, parece que é isso que esperam... as crianças virarem marginais, para depois os pais aparecerem na Tv chorando dizendo que sempre deu tudo e coisa e tal;
 
A questão é que dar tudo, deveria significar dar respeito, educação, moralidade, tranquilidade, generosidade... e o que eu vejo são pais se matando de trabalhar, esquecendo seus filhos em casa e nas mãos da escola, aos fins de semana contratando babás e criando um abismo... que me parece não ter volta.
 
Não sou mãe, por isso posso estar dizendo besteira, mas sou filha e se meu pai disser você não vai fazer isso, mesmo aos 32 anos eu paro escuto, até reclamo, até tento convencê-lo, mas não enfrentá-lo. E o nome disso, eu escuto desde que eu era pequenininha quando meu pai me dizia:
 
Você tem que ter respeito!!!

14 comentários:

  1. Essa criançada deveria levar umas palmadas. E os pais tb.

    ResponderExcluir
  2. Ê minha filha, tá daí pra pior! E é incrível o fato de a maioria desses mal educadinhos serem crianças de classe média alta, os pais desse clã parecem cada vez quererem comprar os filhos, com brinquedos viajens e golosseimas, sendo que a recompensa pra esses pais nao é nada bom! Gostei do tema...

    XERAUM'

    ResponderExcluir
  3. Oi Lilian, eu entendo exatamente o que você diz. Eu sou mãe chata, cri-cri, que coloca os tais limites e me desgasto com isso. Não é gostoso nem divertido, posso garantir. Mas entendo que é minha obrigação, como mãe que desejei ser, criá-lo bem para o mundo. Ele sempre me obedece? Não, infelizmente na prática as coisas são um pouco diferentes do que eu idealizava, mas recebo elogios sobre ele, que apesar de muito agitado é obediente e carinhoso, na escola, com amigos e onde quer que a gente vá. Ainda é pequeno, tem 5 anos, mas já consegue distinguir certo e errado sim, em muitas situações. Me sinto orgulhosa do trabalho que estamos fazendo, mas vou te dizer, cansa, cansa muito! E que o conselho tutelar não baixe aqui em casa, mas palmadas acontecem quando tudo parece sair do controle sim! Não gosto, não acho que educa, só que tem horas que faltam recursos e sobram pirraças...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Jamais eu poderia trabalhar nisso, juro que ia preso. Odeio criança fazendo pirraça, dá vontade de matar os pais, pois se os filhos são assim a culpa é deles.
    Obs: ontem completei 36 anos de relacionamento com o Paulo Roberto, e quero compartilhar essa alegria com os amigos.
    Bjão

    ResponderExcluir
  5. Wanderley... Como fico Feliz por vcs!!

    É muito bom amar e ser amado, é bom dividir a vida, compartilhar acertos e erros!

    Que coisa bonita isso!

    Parabéns mesmo!

    ResponderExcluir
  6. faço minhas as palavras do seu amigo Wanderley, pois também iria presa... não tenho paciência com a falta de educação!

    é por essas e outras q não entendo pq esse povo insiste em ter filho? será q o mundo aguenta?

    bjoss.

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente , isso é o que mais vemos hoje em dia .

    Pais que não querem ter o trabalho do educar dá nisso.
    Mas inocento as crianças , são apenas frutos desse desleixo
    materno/paternal.
    E lá na frente , são essas mesmas crianças que vão sofrer muito ,
    porq a vida não perdoa ...

    BjO!

    ResponderExcluir
  8. Menina linda...

    Vc está certísssssiiiiiima. Sou mãe, duas vezes e lhe digo, palmada na bunda não mata ninguem...problema que vejo hj em dia são mães que não querem ser mães...é aí que a coisa pega.

    Bjs meus !

    ResponderExcluir
  9. Taí o motivo de eu não querer filhos e nem vou tê-los! Trabalho 10 horas por dia, que hora vou educar o rebento? Já chega eu que sempre fui deixada em último plano pelos meus pais, pois eles tinham que trabalhar.

    Essas crianças estão tendo que lidar com uma das piores dores do ser humano, a dor do abandono, mesmo abastadas, elas estão abandonadas.

    bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi amiga, sou a favor das palmadas também e de uma educação rígida e de preferência com muita moderação das mídias de massa e principalmente computador, sei o valor que tem a arte por exemplo porque tive que aprender a desenhar com as próprias mãos, apanhei, acho que o respeito pelos pais refletem o respeito por qualquer autoridade dentro de uma sociedade, pais fracos criam filhos delinquentes... Mas também não tenho filhos, sei que nem sempre devemos ser bons e oferece o que eles querem, mas o que eles precisam, e muitas vezes é só de limite que se trata... bjao!

    ResponderExcluir
  11. Oiiiii,

    Fico imaginando o quanto vc deve voltar pra casa depois de trampar em uma festa assim. É como vc disse, a culpa é dos pais mesmo. E uma palmadinha é sim educativa. Esse fim de semana vi uma cena que e chocou. Os pais tomando café com as crianças em uma pousada e a babá lá fora, esperando, como se fosse um cachorrinho. Pensei, nossa, olha como esse casal de 30 anos está educando essas crianças!!! Vão crescer preconceituosas. Infelizmente.

    Irma

    ResponderExcluir
  12. Lilia vc está tão certa!!! Como professora apesar de não trabalhar com crianças pequenas sei que os pais hj querem que a escola e os professores eduquem seus filhos!
    coisa de louco!
    beijocas,
    Mari.

    ResponderExcluir
  13. Quem mais precisa palmadas nessa história da festa, é a mãe.
    Hoje em dia eu até tenho medo de crianças em bando. putz!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Oi Lilian,

    Falou e disse guria! De fato não há mais limites mesmo. Os pais não são mais pais, apenas mantenedores de lares e questionadores de regras.

    O respeito virou demodê!

    Bjkss e muito pertinente tua posição

    ResponderExcluir

 
© 2011 | Template por Silvia