02/04/2012

Quem é quem?


Ontem em conversa com um amigo, falávamos da questão do interesse, nas relações ditas de amizade.
Falávamos de como as pessoas se apegam ao que você tem ou ao que você representa.
Por exemplo você tem uma graninha e representa os amigos alternativos que se amarram em uma viagem de aventura, perdeu a grana, ferrou o joelho,não pode mais viajar? O grupo de viagem se afasta. E a dita amizade???
E você que mudou de religião, ou adquiriu uma? Perde o amigo do peito que ia ao culto ou a missa com você aos domingos, ou perde os amigos de bar, afinal você é agora é diferente.
Você é devidamente casado, vive de acordo com a moral e os bons costumes, de repente você se separa e começa a ter uma vida de solteiro, os amigos casais que viviam na sua casa aos fins de semana, que te ligavam sempre, que são perfeitinhos, tipo propaganda de margarina somem... ué e a amizade?  Era pelo que você representava ou será que é feio um casal margarina ter contato com um solteiro inveterado?

Falamos da mudança de foco e de objetivos, em alguns casos, mas que nenhuma barreira impede uma amizade verdadeira, porque a amizade está na essência, a freqüência e a presença podem diminuir com a mudança de vida de cada pessoa, mas o coração anda junto, os telefonemas, emails aproximam e a intimidade permanece quando se ama um amigo, lembramos de amizades de trabalho permaneceram mesmo depois de uma demissão, porque a amizade era pela pessoa e não porque ela fazia parte de um grupo.

Passamos um almoço discursando sobre isso e dizendo que é sofrido passar por esse enfrentamento de que as pessoas são interesseiras e imaturas sim, mas que é muito bom quando você se levanta, se reconstrói e sabendo exatamente quem é quem entre as pessoas que te cercam. Quanta maturidade isso trás, quanta luz!! 
Como é bom ver que lindas são as pessoas que gostam verdadeiramente de ti e não do que você possui ou do que você representa em determinado grupo. 
Como é bom de desconstruir quando necessário, sabendo que os seus amigos estarão contigo, independente do rumo que você resolveu dar em sua vida!!!

10 comentários:

  1. Interessante a reflexão! Mas será que dá pra separar o que sentimos de uma pessoa, do que ela representa para nós? As vezes admiramos exatamente a atitude, nos aproximamos por termos afinidades, e se isso acaba, acaba esvaziando a amizadade.

    ResponderExcluir
  2. Os nossos verdadeiros amigos sempre estão nas bifurcações de nossas vidas e a gente nas deles/.beijão amiga!

    Rodrigo Pinto

    ResponderExcluir
  3. è muito legal quando as amizades mesmo que sem contatos constantes, podemos retomar a conversa como se sempre juntos tivéssemos estado,né?

    Uma linda e feliz Páscoa! beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Leandro, quando eu digo o que ela representa, não é exatamente o que ela é para nós, e sim dentro de um papel!! Tipo hj fulana representa uma grande mãe de família, e se amanhã ela abandonar o marido e casa com um novinho, rs, ela deixa de ser amiga, ou deixa de ser quem é pra vc?? Se o cara é um puta profissional, amanhã ele é demitido, desiste de tentar, deixa de representar o grupo dos bens sucedidos, ele deixa de ser quem é para um grande amigo???Essa é a questão q eu levanto!!

    ResponderExcluir
  5. É por essas e outras que eu reafirmo minha amaizade com Cinthya a cada nova descoberta, a cada volta que a vida dá...

    Tanta coisa já aconteceu nas nossas vidas e nossa amizade continua ali, firme e inabalável.


    Adorei o texto, Lili!

    Some mais não! Vc faz uma falta danada!

    Beijos!!!

    Verônica

    ResponderExcluir
  6. Oi Lilia amiga

    Acho que vc está falando de mim.... rsrsrsr... vc sabe que aquilo que passei há pouco me fez perder uns 100 amigos. Mas aproveitei e revi quem são meus amigos mesmos....
    Bjks.. adoro seu blog

    Dani do trabalho

    ResponderExcluir
  7. Muito legal sua reflexão, Lilia!

    Amigos, amigos meeeesmo, o são antes msm de perceber as afinidades, eu acho. Se encantam se aproximam e vivem essa relação preciosa. Se forem maduros e se respeitarem, a medida q isso vai se alinhando, vão sempre aprendendo mais e se aproximando mais, msm q se vendo pouco, ou tendo diferenças... q alias fazem parte da vida...

    To voltando a blogar mais, revendo os amigos. E te encontrei no face tb!

    Bjao
    Mi

    ResponderExcluir
  8. Ah,por onde andavas,D.Andanças?...rsrs...
    Achei que tava perdida na Bahia.
    Adoro seus posts,esse falou tudo,amizades interesseiras é o que mais tem.
    Aqui é pior ,que te cobram na cara dura, eu fiz isso por vc e vc tem que fazer isso por mim.
    E se você não tem mais nada que interessa aquela pessoa,tchau.
    Tipo vc trabalha numa loja bacana e meu filho tá desempregado.Vc é minha melhor amiga,até meu filho conseguir um emprego.
    Depois nem te conheço,tô sem tempo.
    É a vida,amigos de verdade dá prá contar nos dedos de uma mão e sobram dedos.
    Besitos

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho a impressão que se afastam é que não eram verdadeiramente amigos mas também acredito que amigos é coisa para se cultivar um exemplo disso foi o seu comentário tão gentil lá no blog (que anda um pouco parado por diversos motivo extra blogosfera)fez com que aparecesse por aqui para dizer Obrigado e isso não foi por interesse foi porque me emocionei mas já falei demais vou caminhar um pouco mais por aqui... Tudo de bom em tudo e sempre menina!

    ResponderExcluir
  10. Lilia ... fui na mesma linha do Firmino. Ele foi muito feliz ao mencionar: "Mas será que dá pra separar o que sentimos de uma pessoa, do que ela representa para nós? As vezes admiramos exatamente a atitude, nos aproximamos por termos afinidades, e se isso acaba, acaba esvaziando a amizadade."
    Mencionei isso porque sou assim. Quer me ganhar mole é ter afinidade e atitude. Lilia, nós temos afinidades e voce tem atitude. Então ... é ... rs
    Mas esse tema é bem subjetivo.

    ResponderExcluir

 
© 2011 | Template por Silvia